Utilize o teclado para navegar, com Ctrl + nº da tecla

Ctrl + 1 (menu) Ctrl + 2 (conteúdo) Ctrl+ 3 (busca) Ctrl + 4 (Rodapé) Ctrl + 5 (mapa) Ctrl + 0 (acessibilidade)

A +

A -

Padrão


Original

Contraste

Notícias

Audiência pública no Legislativo debateu política de incentivos ao desenvolvimento do cicloturismo


Data: 9 de agosto de 2022
Crédito: Adriana Davoglio - MTE 7617
Fotos: Adriana Davoglio

Audiência pública no Legislativo debateu política de incentivos ao desenvolvimento do cicloturismo

O Legislativo osoriense realizou, na noite desta segunda-feira (08), audiência pública para tratar sobre o Projeto de Lei 111/2022, de autoria do líder da Bancada do PP, vereador Miguel Calderon, que institui a Política de Incentivos ao Desenvolvimento do Cicloturismo no âmbito do Município de Osório. A discussão sobre o tema, proposta pelo líder da Bancada do PDT, vereador Ricardo Bolzan, que é relator da matéria na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), contou com a presença do prefeito Roger Caputi, do vereador João Pereira (MDB), e do secretário municipal de Desenvolvimento, Turismo, Cultura e Juventude, Eduardo Pellegrini.

O encontro, que ocorreu no Plenário Francisco Maineri, reuniu praticantes de ciclismo, representados por Tiago Bitencourt, apresentador do Programa Papo de Bikers, da Rádio Comunitária 98.1, e pelo fundador do grupo Boca Braba Cycling, Joelson Magni (Cabritho), criado em 2019 com o objetivo de promover eventos ciclísticos. Também acompanharam a audiência pública, o presidente do Conselho Municipal de Turismo de Osório, Tiago Antolini, e a assessora parlamentar Flavia Barth.

O PL, que está tramitando no Legislativo desde julho, tem como objetivos o incentivo ao uso da bicicleta e ao turismo ecológico; a melhoria da saúde e bem-estar dos cidadãos, por meio da promoção do lazer e da atividade física; valorização da cultura e dos atrativos turísticos; o desenvolvimento dos arranjos produtivos locais e movimentação da economia; a promoção da mobilidade e acessibilidade, e de aspectos de segurança que envolvem esta prática. Questões como a criação e o traçado dos circuitos e rotas cicloturísticas, sinalização específica e a celebração de convênios e parcerias públicas e privadas para a implementação da proposta foram abordadas no encontro.